TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL

Atividade é fundamental para garantir a rastreabilidade da madeira e a certificação de produtos utilizados na construção, arquitetura e decoração



O manejo florestal sustentável permite o acesso aos recursos da floresta sem comprometer a capacidade de regeneração do ecossistema. Ou seja, este sistema garante a utilização dos recursos naturais, de maneira programada e fiscalizada, a fim de assegurar que as florestas “permaneçam em pé” mesmo com a extração de árvores que servirão de matéria-prima para pisos, portas, móveis, entre outros.


Quando essa atividade ocorre de forma legalizada, ela conta com a autorização de órgãos governamentais, como o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) que elabora um plano de retirada, favorecendo a preservação das espécies. Assim sendo, antes do processo ser iniciado, é realizado um inventário florestal de todas as árvores, e a partir daí são observados critérios para a extração de cada espécie. Algumas são mantidas para garantir a produção de sementes necessária para a regeneração da área. Cada árvore a ser retirada ou preservada é marcada e cadastrada no Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor).


“Dentro do conceito de manejo florestal sustentável, cada árvore cortada na floresta tem uma espécie de CPF. Cada madeira tem o seu número, que pode ser a Guia de Controle Ambiental (GCA) ou o Documento de Origem Florestal (DOF) e o Ibama tem como rastrear essa madeira, desde o momento em que ela sai da floresta até quando chega ao cliente”, explica Sâmia Rossin, diretora da Akafloor.


O manejo florestal sustentável incentiva a rotatividade produtiva, isso significa que as árvores adultas são cortadas, para dar espaço às mais jovens crescerem. Desta forma, elas permanecem mais alguns anos na floresta, até que atinjam o tempo de corte. Enquanto isso, novas mudas são plantadas e permitem um ciclo contínuo que valoriza a preservação.


“Essa programação para extração no manejo florestal sustentável vai variar de acordo com as espécies da área a ser explorada. Por exemplo, se uma determinada área tiver espécies com um “ciclo de corte” de 35 anos, nós vamos ter 35 lotes. Assim, aquela parte que foi utilizada este ano só poderá ser reutilizada daqui a 35 anos. Porque a cada ano apenas um lote deve ser explorado. Em outras palavras, podemos dizer que com planejamento, é possível fazer o uso correto dos recursos de maneira a suprir nossas necessidades econômicas e permitindo a renovação da natureza”, esclarece.


O manejo florestal sustentável garante o melhor aproveitamento dos recursos naturais ao longo dos anos e ajuda a diminuir o risco de desmatamento e devastação das florestas. Além disso, os produtos derivados deste tipo de exploração controlada são certificados por diversos órgãos ambientais, oferecendo a fornecedores e consumidores a segurança de adquirir um produto que não está contribuindo com a degradação das florestas e da biodiversidade.


Madeira certificada = sustentabilidade

Há mais de uma década no mercado de pisos de madeira, a Akafloor atua apenas com madeira certificada na produção de seus revestimentos. Por esse motivo, desde que foi criada, a empresa se destaca por oferecer produtos que unem modernidade à sustentabilidade, dando origem a padrões de alta qualidade.


Por meio do aprimoramento e de novas tecnologias, a empresa transmite a elegância natural da madeira maciça e o seu acolhimento com a praticidade do piso pronto. São 10 espécies de madeira com as mais diversas medidas que garantem aos consumidores um produto único e que cumpre as principais normas ambientais estabelecidas no Brasil e no exterior.


Seu apoio e compromisso com a sustentabilidade fica evidenciado com a participação ativa na National Wood Flooring Association (NWFA), uma associação internacional sem fins lucrativos, que além de representar os produtores de pisos do mundo inteiro, também promove ações e cria diretrizes que garantem a qualidade dos produtos desenvolvidos pela indústria. A Akafloor também é reconhecida pelo Ibama, pela SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Estadual de Florestas como uma empresa que não causa danos ao meio ambiente e que apoia a preservação ambiental.


“Quando você coloca um revestimento de madeira, você certamente não está pensando em trocá-lo tão cedo. Até porque se trata de um produto para a vida toda. Sobretudo por ser maciço e muito resistente”. Sâmia finaliza dizendo que mesmo quando a pessoa decida pela troca, esse processo não gerará um resíduo tóxico para o planeta, já que estamos falando de uma matéria prima orgânica e biodegradável.


Conheça os principais benefícios manejo florestal:

• Extração e produção de madeira por tempo indefinido e de forma sustentável;

• Otimização dos recursos naturais e diminuição de desperdício;

• Geração de emprego e renda para comunidades locais, além de aumento da produtividade regional;


Manejo Florestal Comunitário


Leia também:

+ Pisos de madeira: como escolher?

AKAFLOOR_whatsapp-gde1.png